Loading...

terça-feira, 13 de julho de 2010

Resíduo Zero – Lixeiras vazias no Japão


Uma pequena aldeia de 2 mil habitantes no Japão é um exemplo para o mundo. Por não haver lugar para descartar seu lixo e ter de controlar a taxa de toxinas produzidas pela incineração, a vila de Kamikatsu, na ilha de Shikoku, busca atingir a taxa de resíduo zero.
O projeto Resíduo Zero foi implantado pelas autoridades locais no ano de 2003, que definiram que os próprios moradores reciclem o seu lixo. Os japoneses separam o lixo, com a disciplina que lhes é característica, em 34 categorias diferentes.
Para se ter uma idéia, é preciso separar garrafas PET de suas tampas, que ainda são divididas por cores, e as garrafas, pelo líquido que continham. Até pauzinhos de madeira (os hashis) são descascados e transformados em papel.
A maioria das casas têm sua própria composteira para transformar o lixo orgânico em adubo, e o governo incentiva a participação no programa doando bilhetes de loteria e bônus de alimentos.
Em 7 anos, a taxa de reciclagem de Kamikatsu subiu de 55% para 80%. O projeto do governo é desativar todos os incineradores e aterros sanitários até 2020. O exemplo ficou famoso no Japão e, agora, o país quer reproduzir o projeto em outras localidades.


Referencias:
Caderno Nosso Mundo Sustentável – Jornal Zero Hora – 26/04/10
http://www.kampa.com.br/blog/2008/10/06/kamikatsu-a-cidade-sem-lixeiros/

Nenhum comentário:

Postar um comentário